TIPOS DE PAPEL PARA IMPRESSÃO MAIS USADOS NA PRODUÇÃO GRÁFICA

Mesmo com o crescimento de leitores digitais, ainda há pessoas que não dispensam o prazer de pegar no livro impresso, sentir o cheiro do papel e folhear as páginas. É importante ter em mente que os tipos de papel usados na impressão ganharam muita relevância nos últimos anos, dentro desse novo mercado cada vez mais afetivo, sensorial e exigente.


Hoje, é preciso considerar que se o livro não tiver uma apresentação surpreendente, com papel e acabamento de boa qualidade, materiais inovadores e, além disso, não provocar uma experiência especial para o leitor, há chance de a versão digital ser escolhida. 

Existem várias características a serem levadas em conta na hora de escolher o papel do seu impresso. 

A gramatura, já que dela dependerá a facilidade do manuseio, o peso e o volume do impresso, sua resistência e durabilidade.

O tipo de papel, pois ele interfere diretamente no resultado da impressão.

A finalidade do uso. É para miolo, para capa, para peça promocional, livro de arte, jornal? 

Se for um livro, por exemplo, em que o volume de papel tem forte impacto no valor de produção e na experiência de manuseio, esses dados são essenciais. Antes de pensar em imprimir um livro, conheça os principais tipos de papel utilizados na indústria gráfica: 

1 . Off-set

O off-set é, sem dúvida, o  papel mais usado. Tem baixo custo e uma grande variedade de gramaturas: de 56 até 240 g/m². É um papel sem revestimento, portanto, absorve melhor a tinta em comparação com outros tipos de papel. Além disso, possui alta resistência à umidade, aspecto valioso quando pensamos em seu armazenamento. Assemelha-se ao papel sulfite, totalmente branco e fosco em ambos os lados.

2 . Papel Pólen

Sua coloração é levemente amarelada, pois não recebe ácido para seu branqueamento (acid-free – sustentável). Sendo assim, não reflete tanto a luz e faz com que a leitura seja mais confortável, além de conferir sofisticação à obra. As gramaturas do papel pólen variam entre 70 e 90 g/m².

3 . Papel Couché

O couché não fica atrás com sua variedade de gramaturas, além das versões fosca e com brilho, que ampliam as possibilidades em sua aplicação. Desta forma, ele se torna uma boa opção tanto para a capa, em gramaturas mais altas, quanto para o miolo de livros em suas gramaturas mais baixas — 90 g/m², por exemplo. 

Seu custo-benefício é um dos melhores e, por isso, é tão popular no mercado editorial.

Veja, também, os tipos de papel mais utilizados para impressão de capas de livros. É importante entender que os papéis ideais para esse tipo de impressão são os que possuem gramatura superior a 240 g/m². Confira a seguir os mais usados.

4 . Supremo ou cartão tríplex

Sua textura é extremamente lisa e é um papel altamente resistente, graças às suas gramaturas, que variam entre 250 e 350 g/m². Ideal para impressões em alta qualidade e um dos mais utilizados para capa de livros.

5 . Papel Couché

Como já citado, sua gramatura chega a 350 g/m², o que o torna recomendável também para a impressão de capas de livros, com a vantagem das variações no tipo fosco e/ou brilho. 

Conhecer bem as opções de papel e ter noções gráficas é muito importante no processo de escolha do material ideal para a sua publicação. Os custos devem ser compatíveis com a demanda, com o projeto e verba disponíveis para investimento. Todas as informações na fase de planejamento são fundamentais.


Gostou de conhecer mais um pouco sobre os tipos de papel e a produção editorial? Se inscreva, acompanhe nosso blog e fique por dentro de conteúdos como este.

Quer imprimir com a Rona? Nosso time de consultores está pronto para entender o que você precisa e contribuir para tornar seu projeto realidade. Clique aqui e entre em contato agora mesmo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

FALE CONOSCO: (31) 3303-9999 • RONA@RONAEDITORA.COM.BR

RUA HENRIQUETO CARDINALE, 280 OLHOS D'ÁGUA
BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS 30390-082

×

Carrinho