A indústria gráfica merece um dicionário próprio. Veja por quê!

Desde o seu surgimento, marcado pela prensa de Gutemberg no século 15, a indústria gráfica tem evoluído incessantemente, adotando novas tecnologias e aperfeiçoando os métodos de impressão. 

Durante essa evolução, vários termos foram adotados para dar nomes a processos, equipamentos e funções. Por isso, vamos abrir aqui uma série para apresentar a linguagem utilizada nesse incrível universo que imprime ideias no papel. 

Linguagem gráfica, primeira parte (A – F)

A1 / A2 / A3 / A4 … − são designações para tamanhos de papel. A é a série convencionada no padrão internacional. Já os números indicam as medidas. Quanto menor o número, maior a folha de papel. 

tamanho folhas A

Acabamento − finalização da produção do material gráfico (cortes, refiles, laminações, dobras, aplicações, dentre outros recursos).

Alcear – agrupar impressos na ordem correta para sua encadernação.

Apara − sobra de papel que excedeu a linha de corte. Obs.: na Rona Editora, as aparas são enviadas para reciclagem.

Aplicação − inserção de imagens durante a montagem de uma página impressa.

Arquivo unidade digital para armazenamento do trabalho a ser enviado para a gráfica.

Arte − arquivo original criado para impressão.

Arte-final acabamento de um trabalho de arte gráfica, incluindo as especificações técnicas para sua reprodução / impressão. 

Arte-finalista – profissional responsável pela arte-final; (v. Designer)

Arte gráfica – conjunto de conceitos, ideias e processos para impressão de produtos gráficos, como imagens, textos, livros etc. 

Assistente editorial – profissional responsável por auxiliar o editor nos procedimentos para a publicação de um livro.

Bitmap – (mapa de bits); formato específico de arquivos de imagens; conjunto de pixels que formam uma imagem a ser reproduzida em meios digitais.

Boneco ou Boneca – prova impressa de um produto editorial (revista, livro etc) para revisão final e avaliação de dúvidas de montagem e acabamento; é um exemplar fiel ao modelo que será reproduzido em tiragem determinada.

Caixa alta/baixa − cA – indica emprego de letras maiúsculas; cb – indica o emprego de letras minúsculas; cAb – emprego de maiúsculas na primeira letra da palavra e minúscula, nas demais.

Capa − frente de um livro ou encadernação; também chamada de capa externa frontal.

Capa dura – uso de material rígido para confecção da capa e da contracapa de livros, catálogos, publicações acadêmicas, dentre outros. 

Chapado – aplicação de 100% de cor sólida em uma superfície.  

CMYK − sistema composto pelas cores primárias usadas na impressão: Ciano, Magenta, Amarelo (Yellow) e Preto (Black). 

Contracapa – última capa ou verso de livros, revistas e outros materiais encadernados. 

Copyright – em tradução literal do inglês, seria “direito de cópia”; ou seja, é o direito de reproduzir a obra ou qualquer material gráfico a partir da autorização do respectivo autor.

Corte − acabamento feito em equipamento com recurso de facas físicas (matrizes de precisão); as lâminas das facas são afiadas somente nos pontos em que o corte será executado, e as partes responsáveis apenas por dobrar (vincar) o produto não são afiadas. 

Faca de corte gráfica - Simplesmente o melhor do ramo!

CTP − Computer to Plate (Computador para a Chapa); técnica de impressão que não utiliza fotolito, ou seja, a arte/imagem é aplicada de forma direta na chapa de impressão.

Designer – profissional responsável pela criação de peças gráficas e pela transformação de ideias em arte; o designer não apenas elabora imagens, mas também aplica técnicas de comunicação para tornar o produto final atrativo.

DPI – medida de impressão que considera a quantidade de pontos por polegada (DPI – Dots Per Inch). Quanto maior o DPI, melhor a qualidade da impressão final.

Fonte − estilo da letra usada para compor um texto; tecnicamente, é a coleção de caracteres de um determinado estilo de letra que contém as letras do alfabeto, os números e os sinais de pontuação e acentuação; as fontes variam em tamanhos e estilos, como itálico, negrito, com serifa, sem serifa… (um dos textos recentes deste blog trata especialmente de fontes). 

Fotolito – (ou filme) recurso utilizado em impressão offset; é um processo que transforma a arte-final feita no computador em filme para viabilizar a gravação das chapas que serão encaminhadas para as máquinas de impressão.

Assim como a linguagem da indústria gráfica, a Rona Editora está sempre evoluindo e adotando novos conceitos. Entre em contato e vamos falar a mesma língua!

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

FALE CONOSCO: (31) 3303-9999 • RONA@RONAEDITORA.COM.BR

RUA HENRIQUETO CARDINALE, 280 OLHOS D'ÁGUA
BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS 30390-082

×

Carrinho