6 DICAS IMPORTANTES PARA O DESFRALDE SEM TRAUMAS

OS DESAFIOS DO DESFRALDE

QUANDO TIRAR A FRALDA?

Este é mais um dilema na vida dos familiares e responsáveis pela educação das crianças pequenas! Quando suspender o uso da fralda? Quais são os sinais de que a criança está madura o suficiente para isso? Não há resposta única a essa pergunta.

Cada criança tem seu ritmo, seu processo, assim como cada família tem sua realidade. Tudo isso deve ser considerado no processo de retirada da fralda. O recomendável é que o desfralde comece somente quando a criança mostrar incômodo por estar com a fralda suja e/ou manifestar necessidade de dizer que está com vontade de fazer suas necessidades.

Muito importante também é o responsável observar se a criança já tem boa desenvoltura corporal: se movimenta pelos espaços de forma independente; se já é capaz de contribuir no momento de trocar de roupa; se está vivendo algum conflito pessoal ou emocional, como uma perda, um medo, uma grande mudança.

Todos esses aspectos influenciam na decisão do responsável pelo melhor momento de dar início ao desfralde. Na dúvida, deve-se recorrer às orientações da escola ou de um profissional, como um pediatra ou psicólogo.

6 DICAS PARA O DESFRALDE

1 – TENHA PERSISTÊNCIA

Quando o adulto perceber que é o momento certo para tirar a fralda, não poderá voltar atrás. A criança precisa entender que é um caminho sem volta e que essa atitude é um passo importante no seu crescimento.

O adulto possivelmente já tem noção da regularidade com que a criança faz xixi e cocô. Assim, pode oferecer-lhe o penico periodicamente ou levá-la até o vaso sanitário. Caso a opção seja o vaso sanitário, é importante que na tampa deste haja um adaptador para criança. Ela se sentirá mais segura, sem medo de cair dentro do vaso

2 – LANCE MÃO DO MUNDO DO FAZ DE CONTA

Para tornar a experiência mais agradável, vale entrar no mundo do faz de conta: vá com a criança até o banheiro e “converse” com o penico ou vaso sanitário (faça dele um personagem). Conte-lhe que a criança está ali para dar um presente a ele. Pergunte à criança se ela vai dar um xixi ou um cocô para o penico ou vaso sanitário. Diga a ela que os penicos (ou vasos) adoram ganhar esses “presentes” das crianças, mas as roupas e os colchões, não.

Um boneco ou bichinho de pelúcia pode contribuir nesse processo também. A criança pode levá-lo sempre para “fazerem xixi” juntos. Providencie algo que possa servir como penico ou vaso e comemore os “feitos” do boneco ou bichinho na companhia da criança.

3 – ELOGIE A CRIANÇA SEMPRE QUE ELA ACERTAR

Quando a criança fizer suas necessidades de forma correta, elogie, comemore, cante… Lembre-se de não pressioná-la a fazer suas necessidades rápido e também de não a repreender quando o xixi escapulir no lugar errado. Ela poderá ficar ansiosa e o efeito será contrário ao que se pretende.

4 – ENVOLVA TODOS

É importante que todos em casa e na escola estejam juntos nessa tarefa. Conte a todos sobre os “presentes” para o penico. Deixe que a criança compartilhe seus êxitos com os familiares, professores e colegas. Quando todos agem com coerência, a criança se sente mais segura.

5 – CRIE O MURAL DE INCENTIVO AO DESFRALDE

Construa o “mural de desfralde” junto com a criança. O objetivo desta estratégia é motivar o cumprimento das regras. O quadro deve ser preenchido com desenhos de carinhas felizes à medida que as regras forem cumpridas.

Por meio da brincadeira de preencher o mural, a criança perceberá seu próprio progresso e participará ativamente do processo.

6 – MANTENHA UMA ROTINA NA HORA DE DORMIR

No princípio, opte por manter a fralda durante o período da noite e aguarde até que a criança esteja mais segura em relação ao desfralde para retirá-la. Quando ela já estiver dormindo sem fralda, mantenha uma rotina na hora de dormir:

  • Leve a criança para usar o penico antes de ir para a cama e, se possível, pelo menos mais uma vez durante a noite;
  • Evite líquidos pelo menos uma hora antes de dormir.

Tenha em mente que, durante a noite, o processo de adaptação é mais longo e escapulidas acontecerão. Uma boa medida de higiene e conforto é colocar na cama da criança, embaixo do lençol (sem que ela perceba), um tapetinho absorvente – como o que é utilizado para animais de estimação –, para que a caminha não fique muito molhada em caso de “acidentes”.

VALE A PENA CONFERIR ESSAS E MAIS DICAS NA COLEÇÃO SEMPRE VIVA

A coleção Sempre Viva da Educação Infantil, da Rona Editora, contempla em seu material o livro da família – “O MUNDO DA CRIANÇA” –, destinado a crianças de 2 anos.

A obra traz dicas e orientações de como os responsáveis podem agir nessa e em várias outras situações que envolvem crianças dessa faixa etária. 

Vale muito a pena conferir!

https://www.ronaeditora.com/sempreviva

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

FALE CONOSCO: (31) 3303-9999 • RONA@RONAEDITORA.COM.BR

RUA HENRIQUETO CARDINALE, 280 OLHOS D'ÁGUA
BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS 30390-082

×

Carrinho